Obesidade – Nutrir o Amor Pessoal

O Ministério da Saúde divulgou, em abril deste ano, dados que revelam o aumento de 60% em dez anos da obesidade no Brasil. Segundo o levantamento, uma em cada cinco pessoas no país está acima do peso.

Ainda de acordo com a pesquisa, apenas um entre três adultos consome frutas e hortaliças em cinco dias da semana. Esse resultado mostra a transição alimentar no Brasil, que antes era a desnutrição e agora está entre os países que apresentam aumentos significativos da obesidade.

A obesidade na percepção holística engloba tanto as escolhas pessoais relacionadas aos alimentos ingeridos quanto o emocional.

Hoje muitas vezes justificado pela praticidade, consumimos falsos alimentos – enlatados, caixas, comida pronta. Pense por alguns minutos, se deixarmos um prato de feijão, arroz e salada fora da geladeira, em quantos dias esses alimentos estarão apodrecidos? Agora pense naquela comida pronta vendida em caixinha. Naturalmente os fabricantes precisam adicionar produtos que irão permitir que o conteúdo sobreviva as prateleiras.

A obesidade muitas vezes pode ser uma manifestação dos sentimentos de insegurança, inadequação e medo. Nereida Vilela da Leitura Corporal, descreve a obesidade como uma oportunidade para estimular o cuidado consigo, o acolhimento e o respeito por si.

O excesso de peso de forma geral ou localizada nos chama a observar o que precisamos fazer para satisfazar nossos desejos pessoais. Desejos esses que podem estar sendo substituídos pela comida e/ou bebida.

Sobre Camila

Sou Camila Lobato, apaixonada pelas coisas simples da vida. Pelo pé no chão, pela verdura colhida da horta, pela fruta tirada do pé, um mergulho no mar, livros de cabeceira e conversas ao redor de uma fogueira.

Aqui estão dicas, notas, aprendizados da minha jornada. Nascida em Minas Gerais, hoje morando no Canada. Advogada no Brasil e agora estudante de Nutrição Natural.

Ser Simples é um blog para dividir conhecimento, para te inspirar a fazer escolhas conscientes e a buscar o que é essencial.

Esta entrada foi publicada em Bem Estar, Nutrição, Saúde. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *