Alimentação consciente: como mudar a mente para melhorar as escolhas

Alimentacao consciente

Hoje comer fast-food e em movimento deixou de ser exceção e passou a ser a regra. Se não comemos fast-food, nos alimentamos fazendo outras tarefas ou atividades, trabalhando, assistindo TV, navegando na internet, lendo ou dirigindo.

Comer deixou de ser uma experiência sensorial e imersiva, pois nossos cérebros estão muitas vezes focados em outras coisas. E não somos capazes de estar plenamente consciente do ato de comer. Fazemos parte de uma cultura de comedores irracionais.

Podemos trazer a atenção a qualquer atividade, desde falar ao telefone à prática da alimentação consciente!

Nosso cérebro é um órgão muito importante nesse processo. Os olhos, ouvidos, boca, nariz e pele precisam da cooperação do cérebro para que possamos registrar adequadamente essas experiências e usar todos os sentidos durante a alimentação.

Comida não diz respeito apenas a gosto, mas ao visual, som, cheiro e textura. Como podemos dizer se gostamos ou não de um alimento se não nos permitimos experimentá-lo plenamente?

Comer consciente ajuda a experimentar melhor o sabor dos alimentos e também a conter os excessos. Lembre-se das inúmeras vezes que você comeu na frente da TV ou durante o trabalho e teve a sensação de que a comida desapareceu antes mesmo que você pudesse notar.

Estar presente e comer de forma consciente pode até mesmo ajudá-lo a melhorar a digestão, pois reduz o estresse e a inflamação no processo digestivo.

Para se reconectar com a comida e aprender a comer conscientemente evite distrações. Se programe para poder comer sem pressa, sem trabalhar ou navegar na internet. Procure entender que tipo de fome você tem, se você está física ou emocionalmente com fome. Use todos os cinco de seus sentidos e aprecie o alimento!

Sobre Camila

Sou Camila Lobato, apaixonada pelas coisas simples da vida. Pelo pé no chão, pela verdura colhida da horta, pela fruta tirada do pé, um mergulho no mar, livros de cabeceira e conversas ao redor de uma fogueira. Aqui estão dicas, notas, aprendizados da minha jornada. Nascida em Minas Gerais, hoje morando no Canada. Advogada no Brasil e agora estudante de Nutrição Natural. Ser Simples é um blog para dividir conhecimento, para te inspirar a fazer escolhas conscientes e a buscar o que é essencial.
Esta entrada foi publicada em Bem Estar, Saúde. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

4 respostas a Alimentação consciente: como mudar a mente para melhorar as escolhas

  1. Pedro disse:

    Que texto legal! Temos que sempre apreciar o alimento.

  2. Lucia Cortez disse:

    Camila, tenho tentado fazer isto sempre. Hoje, almocei pensando em você e nesta postagem. Sentindo o sabor, o prazer e a gratidão por cada alimento. Foi mágico. Comi menos e me senti saciada e plena. Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *